sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Happy New Year!!

Sem fazer balanços nem balancetes...

...este foi um ano difícil...muito dificil...com muitas provações de vida...

Aprendi, sofri,cresci, vivi...

Mas tudo faz parte do processo...


quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Correndo o risco de haver aqui outro caso Ensitel...

Não gosto da campanha a MultiOpticas, onde oferecem o segundo par de óculos graduados...isto porque a campanha é composta pela oferta de um segundo para com armações até 60€ e lentes de stock monofocais 1.5.

Traduzindo, se tivermos uma graduação superior às lentes de stock teremos de pagar uma das lentes. Caso se opte por óculos de sol processa-se da mesma forma, pagando-se uma das lentes.

Ora, para quem é pitosga, é certo e sabido que as lentes utilizadas não são de stock tendo a graduação de ser superior à da oferta, acabando por ter de se pagar uma das lentes.

Preferia ter desconto sobre o valor que paguei equivalente ao valor da oferta...porque ah, e tal é giro ter o segundo par de óculos para combinar com os diferentes outfits mas...não é essencial...

E ainda me queriam vender um seguro para os óculos que até era bom se não houvesse uma clausula que dizia que não se podia trocar de lentes em 2 anos...e eu volto a insistir...quem é pitosga muda de lentes senão de 6 em 6 meses como eu...pelo menos de ano a ano...logo o seguro não serve.

São as estratégias de publicidade e marketing que fazem com que as familias se endividem e tenham muitos bens/serviços que efectivamente não necessitam...

Mas pronto...fui muito berm atendida e gosto muito dos meus oculos novos!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Das essências...e desistências...

Quando se conhece/descobre a verdadeira essência de alguém...e não corresponde ao expectado...o que fazer?

Encontrar um ponto de equilibrio? Já que não se pode mudar...adapta-se...

Mas quando isso vai contra alguns dos nosso principios? Desiste-se...

Eu não quero adaptar-me mas também não quero desistir...

O dia depois de ontem e antes de amanhã...

Na verdade nunca sabemos o que o futuro nos reserva, e se num dia a nossa vida está organizada, somos felizes, temos tudo aquilo por que lutamos, temos uma segurança mais ou menos garantida e tomamos tudo como garantido para um futuro próximo, num abrir e fechar de olhos...puff...tudo cai...

E é altura de tomar decisões sérias, importantes, que nos decidem o futuro novamente...e nós não as queremos tomar...e vamos adiando, adiando, adiando...e um dia...pode ser tarde demais...

E um dia abrimos os olhos e percemos que nada é garantido, nada é eterno, nada tem o mesmo valor...e de um dia para o outro...puff...já nada faz sentido...

E é altura de tomar decisões que não quero tomar...que tenho medo de as tomar...mas que as adiei por acreditar que tudo pode ser eterno, tudo pode ser dado como garantido...

Estava tão enganada...tão enganada...

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Ainda sobre as fasquias...

Deposito demasiada confiança nas pessoas e desiludo-me mas prefiro continuar a ser assim!

Espero retribuição!

Quando não existe também não esperem mais nada de mim!

Se me acham infantil, totó, irresponsável, criança, etc etc...azaril! Sou como sou!

Fasquias demasiado elevadas

Só pode...o problema é meu...

Isso, ou a fasquia da expectativa que deposito nas pessoas vai ficando demasiado elevada...e depois vem a desilusão...

Já tinha falado sobre alguém quem apregoa que tem muitos amigos, etc, etc, e essa mesma pessoa tem vindo a desiludir-me constantetmente...

Ao que parece também recebeu de presente de natal uma pulseira...Pandora, mesmo Pandora, mesmo Pandora!

Ora a minha não é Pandora, o que não me incomoda nem um pouco...é Chamilia. É mais ou menos o mesmo que comprar umas calças de ganga na Salsa e outras na Pepe Jeans. São calças de ganga, ponto final. Neste caso, são pulseiras de prata, ponto final!

Pois aqui vai o diálogo:

Ela: Ah, também tenho uma Pandora!
Eu: Mas a minha não é Pandora! (sorrindo)
Ela: Ah, mas é minha é mesmo mesmo Pandora! É muito gira, já tenho 5 peças, mas não a trago para o trabalho porque tenho medo de a perder!
Eu: Pois eu trago porque se não a usar aqui vou usa-la onde?!
Ela: Porque tu não sais de casa, e eu saio muito.
Eu: Pois...

O assunto morreu ali porque era como estar a discutir quem nasceu primeiro, se o ovo se a galinha.

Ora tendo em conta que o marido trabalha de manha, tarde e noite em 2 empregos, que ela está a tirar um mestrado (que na verdade não lhe serve para nada, nem ela tem ambições de se servir dele para mudar de emprego), que diz sempre que eu ganho o dobro dela e que gasta muito dinheiro no mestrado e por isso não pode ir aqui ou ali...e depois sai-se com o "Porque tu não sais de casa, e eu saio muito."

Por várias vezes disse: "Eu tenho uma vida fora daqui!", "Eu aqui só venho para trabalhar!", e outras frases do género, dando a entender que a minha vida se resumia ao trabalho-casa, casa-trabalho.

O local de trabalho é onde passamos a mior parte do tempo...daí temos/devemos "fazer/ter vida" dentro do local de trabalho, mas isto sou só eu a pensar...

Tenho a certeza que a minha vida é bastante mais preenchida que a dela...mas nem por isso faço disso a minha bandeira de vida...mas entristece-me e desilude-me muito ouvir comentários deste tipo e principalmente não faço observações deste tipo...prefiro estar calada do que dizer algo que eventualmente magoe alguém...e esperava atitudes parecidas para com a minha pessoa...

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O(s) dia(s) seguinte(s)

Os dias que antecedem o Natal (ou qualquer outra data de celebração) são sempre uma grande azáfama...e por mais que se tente tratar de tudo antecipadamente o stress, a correria, a desorientação são contagiosos, e propogam-se com uma rapidez que até aos mais calmos ataca...

Posto isto, Feliz Natal à blogosfera!

Sobre o Natal em si, foi bom, passado em família como se quer, com boas surpresas, com laços reforçados, com alegria e paz!

Sobre os meus presentes, aquilo que pedi e aquilo que secretamente desejava...:) 

Desejo secreto que adiei por achar que não era prioridade (mas a mamã percebeu!)


Patusca que pedi ao marido (oh que presente romântico), mas tinha ficado acordado não se comprar porque vamos a Paris e é necessário redefenir prioridades

Os dias seguintes às festas são sempre terríveis, cansadinha, sonos trocados, mil e uma tralha para arrumar...mas de coração cheio e alma renovada!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Home Made

Após inventário detalhado sobre os presentes de natal verifiquei com alguma satisfação que oferecer algumas coisas que nos vão oferencendo ao longo do tempo (e que verdade seja dita não ligamos nenhuma). Também os docinhos e compotas fazem sucesso este ano, bem como os licores e pacotes de chá!

Posto isto, sem fazer grande estrago no orçamento, consegui ter lembranças para todos aqueles que gosto!


segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Dia de aniversário!

A minha baixinha faz anos hoje. Tudo o que escrevi aqui repito hoje e sempre!

1 ano de blog!

Quando iniciei o blog foi só porque sim...porque gostava de ter...sem razão nenhuma em especial.

Agora que passou um ano, e relendo o que senti, o que fiz, o que se passou o balanço que faço é positivo!

É bom registar o que se vai sentindo ao longo do ano. Verifico que tive altos e baixos, que tanto andei furiosa como andei feliz da vida!

O que senti no periodo mais negro da minha vida ficou registado, e provavelmente não ficaria em mais lado nenhum se não existisse o blog.

O meu casamento passou por períodos difíceis, senti-me desiludida com as minhas decisões, revoltada com a vida que escolhi...mas por outro lado vivi experiências novas, apaixonei-me novamente pelo meu marido e pela minha vida!

Se não existisse blog não recordaria tantas coisas em pormenor, não revivia assim tão intensamente...

A blogosfera também me alargou horizontes, apurou o meu sentido critico, ajudou-me a ver além do monitor, descobri que existe gente normal como eu, que pensa mais ou menos como eu e que o facto de viver "atrás dos calhaus" longe do desenvolvimento, é apenas um pormenor sem importancia, pois há vida mais além e nem por isso vou estupidicar de vez...

Foi no Sábado!

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Da companhia de nós próprios

Eu gosto da minha companhia. Gosto de estar sozinha, de passear sozinha, de fazer qualquer coisa sozinha. Aprecio muito a minha companhia.

Pode existir aqui algum narcisismo mas nem tão pouco me importo.

E tenho assistido a cenas de pessoas que têm pavor a ficar sozinhas...pessoas próximas de mim que fazem as manobras mais rocambolescas para não ficarem sozinhas nem um segundo...

Pessoas adultas que vivem única e exclusivamente para os maridos...que não dão um passo sem eles, que deixam de socializar a menos que seja na presença do marido.

Pessoas adultas que têm medo de estar sozinhas num café, numa sala de espera, num banco...enfim...pessoas que procuram ter sempre companhia para viver o seu dia-a-dia....

Não sei bem o que pensar sobre isso...

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Presentes que se sentem

Sempre pensei em fazer voluntariado...mas nada me enchia o  peito. Ser voluntária só porque sim não queria. Tinha de encontrar uma causa própria, verdadeira no meu coração.

E encontrei. Após a reportagem da TVI sobre o aborto espontanêo, conheci a Artemis e sim, é este tipo de voluntariado que me enche o coração...contar a minha história e ajudar a ultrapassar. Estou inscrita e espero sinceramente ter oportunidade de contribuir...

E este é o meu presente de Natal sentido a mim própria! E sinto-me uma pessoa mais feliz!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Era suposto comprar presentinhos de natal...

...mas acabei de comprar o presente de aniversário para o marido (e para mim também), que faz anos 1 mês depois do natal!

E estou tão excitadinha que só me apetece dar pulinhos!!

Viagem para Paris!!! (e aqui piscam luzinhas)

Só se torna possível porque não temos de pagar alojamento nem alugar carro, pois os primos patrocinam, o que me faz dar graças a Deus de ter uma família grande e tão generosa!

E em Janeiro lá vamos nós!!!!!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Das desconfianças...

Tenho vindo a aprender a ser desconfiada...pelos baldes de água fria que apanho...

E quando alguém falha um Jantar de Natal (que até já estava marcado desde Novembro, e que foi uma das pessoas com mais iniciativa para o dito jantar) com a desculpa que tem muitos jantares, ah e tal porque tem muitos amigos e porque conhece muita gente...e faz questão de apregoar sempre que conhece muita gente e que tem muitos amigos...faz aumentar a minha desconfiança...

Quem tem muitos amigos e quem conhece muita gente não necessita de o apregoar tanto...e lá está, a minha desconfiança aumenta...

Pára tudo!!!!

Visitas no blog do Irão...

Verbalizar

Na 6ª feira à noite deu uma reportagem na TVI sobre abortos espontâneos...

As lágrimas rolavam pela cara abaixo...o que eu senti foi verbalizado por outras mulheres, na televisão, visto por muitas pessoas...e isso fez com que me sentisse melhor...não tão sozinha de sentimentos únicos...

Na altura houve demasiados sentimentos que não consegui verbalizar...eram demasiado meus, demasiado íntimos, demasiado perturbadores.

Por muito apoio que exista de família e amigos só quem experiencia é que sente...e sente de uma forma tão única e tão intima que é tão difícil exteriorizar...

Não que faça tabu do assunto, não que tenha complexo em falar, não que tenha colocado em causa o meu casamento, não que tenha caído em depressão, mas a partir de determinado momento deixei de falar disso, única e simplesmente porque não sou entendida por mais que tente exprimir...e magoa profundamente sentir que os sentimentos são desvalorizados...

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Aquilo que os outros acham de mim...

Fui ao concerto dos Moonspell. Muitos ficaram espantados por eu gostar.

Sim gosto. Aliás a minha banda de sempre é assim a dar para o gotic metal (e que a vocalista até faz dueto com estes senhores neste album), mas não faço disso uma bandeira só porque é diferente...

E como muitos ficaram espantados eutambém fiquei espantada com a imagem que os outros tinham da minha pessoa.

Acham-me menina queque...(e como tal não era suposto gostar de Moonspell)




quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Desabafo consumista...

Vou deixar de visitar o site Luxo24 até ao Natal. É que além de despertar o espirito consumista que há em mim, todos os relógios que eu gosto...ou são baratinhaos mas estão esgotados ou têm um preço com 3 digitos começados por 2...

É que de tanto ver ainda perco a cabeça...

Encher a boca a mandar postinhas de pescada!

Em conversa com alguém que eu pensava ser minha amiga falava-se de traições.

Eu disse que já tinha perdoado o meu namorado, (sim, já fui traída, não gostei, fiz um drama, foi difícil, mas perdoei depois de analisar muito bem todas as componentes, depois de muito ponderar e depois de muito conversar).

Ao admitir isso caiu o Carmo e a Trindade, e encheu a boca a dizer: "Eu?!?Alguma vez?!? Nunca na vida perdoaria uma traição! Nem sei como tu consegues, és uma parva, etc etc!"

E pronto ficamos assim...cada uma com o seu ponto de vista, cada uma com a sua opinião e cada uma com o seu namorado, felizes e contentes.

Mais tarde em conversa sobre a noite de natal, pois enquanto namorados, mesmo vivendo juntos, qual seria a melhor forma de passar a noite da natal, se juntar as famílias, se cada um com a sua.

E a dita cuja sai-se com a preciosidade: "Eu vou passar o Natal com os meus pais porque o meu namorado costuma jantar com os pais dele e depois junta-se com os amigos e vão às putas. Já é tradição deles!"

E eu com cara de parva a olhar e a fazer "contas de cabeça"...então ir às putas não é traição?!?

As aventuras da farinha maizena

Depois de 2 horas a arranjar 1 abobora que rendeu 6,781 kgs, eis que chega a altura de lhe dar destino.

Parte dela foi para congelar para fazer sopa (acho que posso fazer sopa com abobora nos proximos 6 meses, e todas a semanas), mas dada a falta de espaço no congelagor, pensei fazer doce.

Até ai tudo bem, não fosse a boa da abobora ter ficado completamente liquida...(excesso de água e falta de jeito).

Nada de grave quando se tem um pacote de farinha maizena à espera de ser utilizada. E vai de dissolver farinha até que aquilo ficasse com aspecto de doce e não de sopa.

Acrescentando miolo de noz (que abundam por estes lados, com 134 nogueiras a dar nozes pela primeira vez) e aniz estrelado ficou muito bom o meu docinho! Se perguntarem a receita omitirei sempre a parte da maizena...

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Entregas ao domicilio

Um dia destes encomendei pizza para entrega ao domicilio.

Estava de pantufas e uma molinha laranja horrorosa no cabelo, mas também não me apeteceu mudar. E fiquei a pensar na cara dos meninos das entregas quando chegam a casa das pessoas e dão de caras com vestimentas menos próprias, cabelos desgrenhados, pessoas semi-nuas, etc...

Devem ter grandes histórias para contar...

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Sabores e cheiros de infância

A minha infância, (tal como todas as infâncias certamente), ficou marcada por cheiros e sabores.

Este fim de semana recordei e estava lá, com 5 ou 6 anos, na lareira da minha avó, a comer castanhas assadas...o cheiro estava entranhado me mim e senti-me feliz.

Também com sabores voltei a ter 6 anos, quando esperava pelo Natal os meus tios vindos de França. Traziam caramelos Carambar e todos nós nos deliciavamos. Voltei a saboreá-los, com 20 anos de intervalo e de novo estava lá, com 5 ou 6 anos, na lareira da minha avó a aguardar o dia de Natal.

Barcelona e os controladores aéreos!

Se já andava preocupada por elas não saberem a morada do hotel e terem andado perdidas em Barcelona à procura do hotel às 500 horas da madrugada, o facto de haver greve e o espaço aéreo estar fechado levou-me a ponderar pegar no carro e ir ter com elas!

Até nem me importava, não fosse o mau tempo bloquear as estradas, e assim em vez de 3 retidas em Barcelona, haveria 5 (elas eu e o meu JP).

Mas a coisa lá se compôs, e nós com pena de não ter de ir a barcelona buscá-las...:)

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Eu e as revistas masculinas

Se aqui  já falei sobre o fim da FHM, agora falo da Penthouse.

Gosto de revistas masculinas porque também estão acessíveis a mulheres. E se gosto de algumas revistas tipicamente femininas irritam-me muito aquelas páginas intermináveis de publicidade.

Sobre a nova revista masculina interessam alguns artigos, mas dispensava as meninas despidas. De conteúdo é muito identica à FHM.

Como sou eu que vou comprar é um delírio ver a cara da srª da tabacaria ver-me a pedir a revista...

E pronto, era isto.

O Sol quando nasce já não é de todos...

E podem confirmar aqui!

Será que devo preocupar-me?

Irmã chega a Barcelona e não liga o telemóvel.

Através do track flight tenho a certeza que o avião aterrou e ela nada...

Ligo à amiga e telemóveis desligados. Passam as 11 da noite, passa a meia-noite e já começo a delirar...

Às não sei quantas mando uma sms à amiga (depois de 1500 mandadas a ela) e digo "Meninas estou a começar a ficar muito preocupada!!!".

Lá me liga e diz:"Mana diz lá a morada do hotel?" WTF!!!

E estou eu deitada na caminha enquanto 3 caramelas andam perdidas no meio de Barcelona e não sabem a morada do hotel...

Entretanto no FB digo "Só me apetece chamar-te nomes feios!Aproveita mt de diverte-te bastante!".

Resposta dela de madrugada: "E acabamos de chegar e já temos muitas aventuras para contar!".

Posto isto, parece-me que vou ficar/estar mesmo preocupada até que ela volte.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Das inspirações!

A inspiração voltou depois de um fim de semana alucinante.

Marido em prova de Todo-o-Terreno desde 6ª à noite, eu e a minha irmã achamos por bem visitá-lo durante o dia, afinal estava um tempo fabuloso! Muito frio é certo, mas um sol brutal!

E assim se passou um sábado no meio do campo a comer chouriço assado e castanhas!

Voltamos a casa e em tempo record arranjamo-nos para jantar e sair! Noite de gajas! 3 belos exemplares!

E só digo que conversa de gajas bêbedas acaba sempre da mesma forma, qual muro das lamentações da vida amorosa...1 a chorar e a lamentar a vida amorosa e eu a minha irmã a rir que nem umas perdidas.

E assim sendo, a inspiração e a criatividade voltaram e estes dias tem sido a dar-lhe forte! E estou inchada de orgulho do meu trabalho!!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Criatividade onde estás?!

O que fazer quando passamos um dia inteirinho a tentar fazer um trabalho urgente (para ontem) e temos de lhe dar uma boa dose de criatividade...e não conseguimos mais que uns layouts foleirinhos, uns textos copy paste e umas contas básicas para não dar muito trabalho...?

Levar T.P.C.!

Hoje é um dia que não sai nada que se aproveite...maldita TMP...

Problema de gosto!

Estou com um gravissimo problema de gosto...

Quero comprar uns vestidos e umas botas, mas já corri seca e meca e não gostei de nada...

Eu vejo, revejo, experimento, levo para casa para ver melhor...volto a ver a experimentar e nada...não gosto!

Ou é a cor, ou é o feitio, ou aquele vinco que não sai, ou é muito curo, ou é muito comprido, ou o tecido é fino, ou é justo...portanto, é mesmo problema de gosto...

Valores trocados tiram-me do sério.

Se há coisa que não entendo são as declarações da Srª.Maria da Graça de Sousa Pereira Jardim.

Então a lady assume o namoro com um homem casado mas não se importa nada!!

Diz ela: "O Bill é casado e não vai separar-se. A mulher dele teve uma gravíssima queda de cavalo em Portugal, há dez anos, e ficou muito mal física e psicologicamente. A situação actual é aceite pelos filhos dele. Aceito (a situação). Jamais provocaria uma mudança considerando o estado em que ela se encontra".

Parece aquela história do tipo que diz que não deixa a mulher porque está com uma depressão, e que se ele a deixa ela mata-se, etc, etc...

Não me parece que um homem casado queira deixar para trás o conforto de uma relação estável, o conforto do lar e as mordomias que só a legítima consegue dar ao marido.

Mas a Tia Cinha diz que não se importa. Até já estou a imaginar, jantar de familia com a mulher e a amante(ai desculpem, a namorada). E são todos felizes e todos amigos!

Outa situação é o facto de alguém que conheço apregoar aos quatro ventos que jamais, em tempo algum perdoaria uma traição. E enche o peito a dizê-lo: "Eu!? Perdoar uma traição?!? Nunca na vida!!".

E em conversa sobre a noite de natal sai-se com: "Eu vou passar o Natal com os meus pais, e o meu H. vai jantar com os pais dele, depois vai para nossa casa com uns amigos e saem todos para ir às putas. Já é tradição!". E isto com um grande sorriso na cara.


Que mal tem o homem ser casado! A legítima está doente e ele tem muito bom coração para a abandonar neste situação!
Que mal tem o homem ir às putas! Isso não é traição, é divertimento claro está!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Desafio de Natal da Polo Norte!

E porque não vale a pena re(escrever) tudo, aqui fica o desafio e aviso já que vou participar!

Good News de Condomínio!

Avizinhava-se uma reunião de condomínio daquelas chatinhas...e tudo com cara de caso lá apareceu na dita, dispostos a reivindicar o disparate de dinheiro que pagávamos mensalmente (que ao fim de um ano é igual ao subs. de ferias a multiplicar por 6 fracções é uma bela quantia).

Íamos todos fulos da vida, com a certeza que o valor mensal ia novamente aumentar, mas a boa surpresa do dia: renegociando o contrato do elevador ficamos a pagar menos 20 euritos!!Assim seja respondemos em uníssono!

E aquilo que inicialmente podia ser um pesadelo revelou ser uma boa noticia. Felizmente somos todos cumpridores e não há problemas de maior lá no prédio mas com o valor que pagamos mensalmente estavamos todos dispostos a deixar de pagar e aí poderiam começar os problemas...

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Considerações parvinhas sobre a greve!

1. Serve para nos descontarem o dia...e 40, 50 ou 60 euros fazem falta.
2. Serve para dar prejuízo ao país.
3. Serve para os patrões tomarem de ponta quem faz greve.
4. Serve para quem não faz greve não fazer nenhum durante o dia.
5 Serve para transtornar a vida dos que efectivamente precisam mesmo de ir trabalhar.
6. Serve para os preguiçosos por natureza  ficarem em casa mais um dia com a desculpa da greve.
7. Serve para quem tem de assegurar os serviços minimos trabalhar mais e receber igual.
8. Serve para servir de desculpa para muita coisa.
9. Serve para dar destaque aos sindicalistas.
10.Serve para os jarnalistas trabalharem mais.
11.Serve para nada.
12. Serve para tudo menos para aquilo a que devia...

 Eu disse que eram considerações parvinhas...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Sócrates vs Salazar

Um dizia: "Orgulhosamente sós!"

O outro diz: "Portugal não precisa de ajuda de ninguém!"

"Isto é uma obra de ficção de toda e qualquer semelhança é pura coincidencia" era o que devia estar na legenda!

Preocupam-me estas semelhanças...ninguém (sobre)vive sozinho e sem ajuda...e andam estes caramelos todos a decidir o nosso futuro, o futur do nosso país, o futuro dos nossos filhos...

Eu cá acho que o ti'Socrates vai cair de uma cadeira...sozinho...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Trabalho...

Irrita-me tanto quando me dão a entender que quem trabalha sentado numa secretária com um computador à frente não faz nada...e que aqueles que não estão é que têm de trabalhar por eles e pelos outros!

E respondi:

"Não, não trabalho, estou lá sentada à espera que o tempo passe para depois receber o vencimento ao final do mês! Aliás, as vezes até dormito um pouco e até levo livros para me distrair!".

Ficou com cara de ofendida, mas temos pena...

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Contra tudo e todos, até contra a crise!

Só falta convencer o marido...mas o que quero mesmo é iniciar a busca de um novo local para viver!

Claro que não podemos largar o emprego assim do pé p'ra mão, mas há que subrir os degraus todos e (re)construir tudo outra vez!

Escolher uma nova cidade/vila/aldeia, mas no litoral (porque vivemos no interior e pior distrito do país e com menos oportunidades, segundo noticas mais recentes), pesquisar bem quais a oportunidades de emprego, avaliar o preço das casas, tentar vender a nossa casa, tentar transferência de emprego...

Se não tentarmos, nunca saberemos se vamos conseguir...e mais vale arrependermo-nos mais tarde do que vivermos sempre à espera que as coisas no caiam do céu, ou estupidificarmos de vez num local que nunca mais vai evoluir...

Ok, estamos em crise...mas se ficarmos parados, aí sim, a crise bate à nossa porta e não temos forma de a mandar embora!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

De volta ao mesmo...

Deve ser assim um efeito qualquer de contágio...

Passaram-se  mais de 2 meses desde a última vez que vesti saia para trabalhar, passaram-se vários meses desde a ultima vez que vesti daqueles vestidinhos curtos...e eis que ontem resolvi vestir.

Até ai tudo normal...não fosse que hoje já vi 2 meninas aqui do trabalho de saínha, vestidinho...

Caneco...não gosto...soube que ontem fui observada...podiam ter esperado 3 ou 4 dias para não dar tanto nas vistas...OK, cada um veste o que quer, mas não gosto propriamente de andar a "ditar as modas" cá do sitio...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Agarrar o mundo de uma só vez...

As vivências/experiencias da vida têm uma idade própria...não assim tão linear quanto isso, mas acho que certas e determinadas coisas podem  de devem fazer-se em determinadas altura da nossa vida!

Chamem-me preconceituosa, ridicula, velha de espírito, etc...tão pouco me importa,. continuo a achar o mesmo.Continuo a achar que não se deve querer agarrar o mundo de uma vez só, quando durante tantos anos se viu apenas "a caravana passar".

Digo isto porque, derepente vejo pessoas à minha volta a querer viver tudo ao mesmo tempo...vejo pessoas casadas a querer fazer vida de solteiras quando em solteiras eram tipo freiras enclausuradas, vejo pessoas com hobbys completamente desprositados à sua condição física, só porque se tornou moda, vejo pessoas a mudar de namorado com uma velocidade astronómica quando foram virgens(leia-se em tudo) até aos 30, vejo pessoas a apanhar grandes bebedeiras noite após noite quando no outro dia devem ir trabalhar...

Não sei, pode ser de mim, mas existem alturas/idades em que estes comportamentos são +/- aceitáveis, quando não há responsabilidades...deve haver algum decoro nos comportamentos quando se assumem determinadas responsabilidades quer do foro privado quer do foro público...

Querer agarrar o mundo de uma só vez é impossível, para além de que as consequências podem ser desastrosas...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Jantar de amigos...confuso...

Juntam-se os amigos e quando cada um tem gostos bastante distintos pode ser um grande problema...

Uns preferem japonês, outros mexicano, outros italiano, outros bem americano...

Uns preferem vinho branco, outros tinto, outros verde...outros ice tea...

E instalou-se uma grande confusão na minha cozinha...com iguarias de todas as nacionalidades mas bem divertido!

Acabamos por comer de tudo um pouco, numa mistura de sabores...que até resultou bem.

Um sábado à noite diferente, mas agradável!

Castanhas assadas e jeropiga numa tarde de Domingo gelada!

E basta pouco para sermos felizes!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Dos presentes de Natal...

Existem 11 crianças na família. Fora os piolhos filhos de amigos que segundo as ultimas estatisticas já vão em 9...

O problema que se coloca é: o que oferecer a crianças que felizmente têm todos os brinquedos possíves e imaginários, e que felizmente não lhes falta roupa nem calçado?

Uma das minhas amigas pediu fraldas! Pois fraldas terá!

E os outros? Que oferecer? Aceitam-se ideias...

E sim, este ano lembranças serão para as crianças da familia e para um ou outro amigo...

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Do tempo...

O tempo perguntou ao tempo:

-Quanto tempo o tempo tem?

O tempo respondeu ao tempo:

-O tempo tem tanto tempo, quanto tempo o tempo tem!

e isto para dizer que o tempo foge na nossa vida...e não deixa de haver 24 horas por dia, 365 dias por ano...e quando olhamos para o tempo...tudo parece que foi ontem...e tudo parece foi foi há uma eternidade...

Drama do chocolate...

Então segundo alguns especialistas...daqui a 20 anos o chocolate passará a ser tão raro e tão caro como o caviar...temos problemas, temos temos...

O eterno problema do Natal...

Vivo longe dos meus pais, da minha família...e a família do meu rapaz para além de ser pequena não tem muitas afinidades...(Ou melhor...a minha querida sogra fez sempre questão de manter as distâncias com a própria familia...e agora ninguém da familia lhe liga muito...)

E coloca-se sempre um problema no Natal, para não fazermos desfeita a ninguém, onde vamos passar o natal? Já foi na nossa casa e ai não havia grandes problemas...mas a verdade é que também a minha mãe tem direito a fazer o natal em casa dela como gosta e convdar a restante familia!

Ora desde que vivemos juntos, no 1º ano foi na nossa casa, no 2º foi na nossa casa, no 3º foi na nossa casa, mas desta vez já sem os meus pais, no 4º ano foi em casa da minha sogra trambém sem os meus pais, sendo que no dia de natal fizemos 200kms para almoçar com a minha familia, no ano passado foi em casa dos meus pais a noite e depois o dia com os meus sogros (mais 200kms no dia de natal)...

E tudo isto porque a boa da minha sogra se recusa a ir passar o natal fora da cidade dela..mas faz chatagem...tipo "Vão, vão  que nós ficamos bem os 3, (ela, o marido e a mae), nós não nos importamos!". Mas faz aquela cara de quem diz uma coisa e sente outra.

O problema é que eu não acho normal que assim seja...não acho normal que eles passem o natal sozinhos quando poderiam celebrar com casa cheia e conversas animadas, não acho normal que me obriguem a escolher...tudo uma questão de justiça...se eu gosto de estar com a minha familia quando não estou com eles regularmente também não quero privar o meu marido de estar com os pais dele numa noite de natal.

Por questões de logistica e recursos é muita mais fácil que sejam eles a deslocaram-se para casa dos meus pais e não o contrário. Por outro lado por uma questão de lógica...se a familia deles somos eu e o filho não acho normal que prefiram passar o natal sozinhos como se de um dia comum se tratasse a ir celebrar a data com a minha familia, que somos muitos e convivemos mais saudavelmente...

Este ano temos um convite para ir para casa da irmã dela...com quem também não convive muito...porque há dois piolhos pequenos que merecem ter um natal verdadeiro, e sendo nós também a unica familia parace-me justo que assim seja...no entanto, também não quero deixar de ir a casa dos meus pais e isso implica mais kms de carro na noite ou no dia de natal, ouvir bocas do género "Vão vão que nós não nos importamos, - mas-na-verdade-acho-de-de-muito-mau-gosto-saires-de-uma-casa-que-não-é-tua-e-és-convidada-para-ires-visitar-os-teus-pais-que-estão-longe...!"

Não gosto de falar muito disto com o João pois parece que estou a condenar a mãe dele...(na verdade estou), mas é mãe dele e também deve ficar triste com o facto de estar a criticar a forma dela encarar a vida...porque ele viveu sempre assim...é mãe dele e não posso esquecer eisso. Antes de ser meu namorado e marido é filho dela...e não é justo estar a colocar numa balança para ele escolher quem tem razão...

Enfim...e isto acontece no natal, páscoa, aniversário...:( e torna-se dificil de gerirquando estão esgotadas as opções...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Fico piursa...

Adoro que o marido se preste a arrumar a cozinha depois das refeições...claro que para ele não existe bancada nem fogão...não vê que estão por limpar e/ou desarrumados, mas com o temnpo vai lá...

Agora o que me passo completamente é que a loiça fique toda partida e lascada...ai o que me irrita...eu que (quase) nunca parto nada e tenho montes de cuidado com os toques na loiça deparo-me com todos os pratos copos e até tachos nicados, com falta de uma lasquinha e os tachos (que são daqueles pretos antiaderentes) já a caminhar a passos largos para serem substituidos porque já saiu toda a pelicula antiaderente...

E pronto...era isto, porque ontem como jogou o SCP foi a minha vez de arrumar a cozinha e deparei-me com tal drama na minha cozinha...

sábado, 6 de novembro de 2010

Malta

Olha, olha, visitaram-me de Malta!!!

Por acaso já andei a sonhar ir até lá!!um dia...

Coisas boas!

Depois dos marmelos, eis que chegam as castanhas em doses industriais cá a casa!

E vai daí...marmelada e geleia divinais e agora imaginação para as castanhas...

btw: o meu avó, 80 anos, resolveu que para herança aos netos queria deixar mais que uns quantos terrenos em pousio...e resolveu plantar nogueiras!Ora aos preço que estão as nozes temos ali uma boa herança no futuro! Estou ansiosa de ir provar as primeiras!A partir deste ano temos também nozes em abundânci!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Dos sustos...

Agora que às 17.30 já é quase noite é coisa para me tirar do sério...

Eu que já não gosto muito de conduzir, eu que sou pitosga, pitosga, pitosga, eu que sou um bocadinho distraída...ontem apanhei o susto da minha vida na estrada...

Quase atropelava uma senhora na passadeira...

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Das amizades...

Faço amigos facilmente...

Posso até parecer ingénua, mas acredito nas pessoas, gosto e deixo que se aproximem de mim!

Gosto de rir, conversar, partilhar momentos, emoções e sentimentos.

Gosto de amizades verdadeiras e sinceras, não daqueles que são nossos amigos porque é conveniente, porque podem atraves de nós, obter algo em troca.

Por outro lado, sou uma desligada dos amigos...não gosto quando dizem:"ah e tal, nunca mais dissete nada...!"

Sou desligada no sentido em que não ando todos os dias a mandar sms's, a telefonar ou a fazer visitinhas...sou desligada no sentido em que não dou um passo ou tomo uma decisão e vou a correr contar a minha melhor amiga.

Cobram-me muitas vezes isso...e por vezes com juros...e como não gosto desse tipo de cobranças acabo por ir desligando cada vez mais. Conheço muita gente...falo socialmente com muita gente, mas daqueles amigos do peito...daquelas amizades verdadeiras verdadeiras...contam-se numa mão...e não tenho pena.

Também eles são desligados como eu, também eles não me contam o que fazem ou deixam de fazer.

Mas com isto não deixo de ser menos amiga...quando é necessário estou lá para os meus amigos e troco de camisola com eles se necessário for.

Também gosto que estejam lá para mim quando necessito...

Esta coisa "moderna" das amizades blogosféricas também me agrada no sentido em que ninguém cobra nada a ninguém...estamos disponíveis quando estamos e nem por isso deixamos de ter uma palavra de apoio, nem por isso deixamos de ter comentários simpáticos aos nossos posts, e todo um sem número de coisas agradáveis que vão acontecendo por essa imensidão de blogs.

Claro que há quem assuma identidades falsas, que crie um psuedónimo qualquer e uma personagem que não existe na vida real, mas como disse inicialmente, acredito nas pessoas, no velho princípio de "inocente até prova contrária".

Por isso, é agradável sentir que o nosso pequeno mundo está cada vez maior, cada vez mais rico em troca de experiências e vivências. As trocas são importantes, enriquecem as nossoa vidas enquanto humanos. Não somos bichos.

E posto isto...apesar de ser nova nestas andanças blogosféricas, estou feliz pelas pessoas que vou descobrindo e enriquecem o meu mundo.

Obrigada!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

FB e amigos chilenos!

Encontrei os amigos chilenos que conhecemos em Veneza no FB!

E agora estamos mais perto de os receber em Portugal qualquer dia destes!

Irmos visitá-los a Alemanha é possível, mas ir ao Chile...é muito difícil pelo menos para breve...quem sabe um dia...:)

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Digno de registo...(apenas para evitar ter de lhe responder)

Sms da minha sogra transcrita na integra:

"Bom dia, estás bem?Telefono para ti e não me atendes, estás zangada comigo? Beijinho.

Resposta:

Ora bem, em primeiro lugar não me ligou, como tal não posso atender, e em segundo lugar, porque razão estaria zangada consigo?

Porque me acusou de ser interesseira, e querer o dinheiro do seu filho?
Porque me disse que o meu problema e o da minha mãe era que o seu filho não fosse Dr. como eu?
(considerando que eu não sou Drª. não estou a ver onde reside o problema!ah, já sei, desculpe é porque na sua cabecinha todos os licenciados são Dr. e tem um tremendo complexo de inferioridade do seu filho não o ser!)
Porque me acusou de fazer birras?
Porque quero ir visitar os meus pais que estão longe e diz-me que isso é desperdício de combustível?
Porque compro roupa nova e faz questão de me perguntar se é novo onde comprei e quanto custou?
Porque fiz anos e estava doente e não sai de casa nem para comemorar e nem assim foi capaz de me visitar e se eu quiser a prenda tenho de ir busca-a a sua casa?
E tudo isto em menos de 2 semanas!
Mas que ideia a sua acha que havia motivos para estar zangada?


E pronto, isto era o que eu queria responder, mas...não estou para me rebaixar a ela.

Talvez fosse o que devia responder mas vou ficar apenas com um:

"Não tinha nenhuma chamada não atendida!"

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Das (des)crenças...

Voltando ao tema do marasmo profissional...

Vale a cunha...não acredito em um só concurso dos que estão publicados na BEP...

Até posso tentar concorrer mas sei à partida que são para regularizar situações...tenho a certeza que se apresentar o meu CV vai valer...para nada!

Há sempre uma especificação(zinha) pequenina e que quase passa despercebida para que o lugar em questão seja para determinada pessoa que tem aquelas mesmas especificações(zinhas) no CV.

É triste porque quando se diz que é necessário que o trabalhador tenha contrato em funções públicas por tempo inderteminado à partida estará em pé de igualdade com outro nas mesmas condições, mas há sempre ali um pontinho qualquer que identifica claramente quem será o feliz contemplado com o emprego!

Vou tratar de actualizar o meu CV e concorrer a alguns concursos...mas sem fé nenhuma que consiga uma transferencia para uma instituição onde poderei ser mais produtiva...é que estar aqui só para levar o vencimento para casa ao final do mês não me enche as medidas!

Quero fazer mais e melhor!

Ainda sobre este marasmo...mais um caso de suicidio entre os colegas da instituição...e isso preocupa-me...

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Etapas!

A vida é feita de etapas, umas transponíveis outras não...

Eu quero acreditar que consigo transpor todas as etapas que a vida me reserva!

Não sei o que me reserva o futuro e não sei se está destinado ou não...mas sei que o futuro pode ser o que fazemos dele para o bem e para o mal...dependendo do caminho que seguimos...

Se tomarmos boas decisões teremos boas etapas para transpor, se tomarmos decisões erradas teremos etapas muito mais difíceis para enfrentar...

Podemos sempre transformar as más etapas em coisas boas e aproveitar o que a vida nos dá, mas não sabemos o que ela nos vai dar amanhã...

Tenho medo de tomar decisões importantes que vão condicionar todo o resto da minha vida, tenho medo do primeiro dia do resto da minha vida, ou melhor...não quero ter muitos primeiros dias do resto da minha vida, isso seria estar sempre a voltar atrás, ou mesmo estar sempre a começar de novo e isso eu não quero.

Já tive vários primeiros dias do resto da minha vida que afinal não o foram...

Claro que não há certezas nunca, se pelo menos houvesse um manual de instruções...

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

O dia do meu aniversário!

Parabéns a mim!

É um dia igual a tantos outros...e normalmente neste dia fico deprimidissima...não se trata de ver o tempo a passar e os anos a aumentar...gosto disso.

Talvez seja por estar longe da minha familia e por as expectativas que criei em determinadas situações estarem a sair furadas...mas o certo é que foi sempre assim...desde que tomei consciencia de mim.

Se anteriormente falei que quando era pequena adorava o mês de Outubro e o considerava o mais imporante do ano, continuo a achar, mas depois...quando chega o meu dia...sei lá...fico deprimida.

A sorte é que depois passa.

E é bom receber o carinho de quem gosta de nós!As mensagens de Parabéns e tudo o resto!

BTW: Também não é muito bom estar com gripe...

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Ideia que não me sai da cabeça...

Quando se mete uma coisa na cabeça...(mudar de emprego, de casa, de cidade e tal) e essa coisa não sai do nosso pensamento nem por um bocadinho, poderá tornor-se um grande problema...

As minhas decisões estão por ora condicionadas à vontade que tenho em mudar...temo que isto não passe de um capricho...mas a verdade é que não tenho pensado noutra coisa...

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Os nossos amigos chilenos em Veneza!

As férias serviram para alargar horizontes.

Saímos de Milão e rumamos a Pádua, onde deixamos o carro, apanhámos o comboio para Veneza e tivemos um dia fantástico!

Podia estar aqui a descrever tudo tudo o que vimos e fizemos, mas a parte interessante está no regresso.

Claro que Veneza é linda, Murano, Burano e Torcello também. Chegamos ao fim do dia esgotados mas ainda tivemos uma "aventura".

Estação de comboio de Veneza na fila da bilheteira. À nossa frente um casalinho simpático mas desesperado. Perderam o comboio para Milão e tinham o bilhete que pretendiam trocar por outro (sem sucesso) e precisavam de ir urgentemente para Milão pois tinham voo para a Alemanha as 9.30 do dia seguinte. Apenas havia comboio as 5 da manhã para a estação central de Milão e ainda faltava chegar ao Aeroporto...Ela já chorava mas estavam dispostos a arriscar...Poderiam chegar mesmo na hora do voo...

Nós ouvimos e vimos o desespero...e dissemos que íamos para Milão de carro...teríamos de apanhar o comboio até Pádua e depois seguíamos para Milão. Eles sorriram e perguntaram o que queríamos em troca...é que na Alemanha normalmente cobravam algum dinheiro por boleias...

Nada, dissemos nós...apenas se quisessem e pudessem pagar a portagem...Eles sorriram a aceitaram...

Nestes entretantos o comboio para Pádua estava a partir e lá vamos nós e eles (com as malas atrás) a correr pela estação para apanhar o comboio. Já instalados começamos então a conversar.

Esta conversação iniciou-se em Ingles...mas acabou em Espanhol.

Eram professores chilenos que iam tirar um Master em Desden-Alemanha. Antes de iniciarem as aulas resolveram tirar umas férias pois nos próximos 2 anos não iriam ao Chile devido à distância e aos voos muito caros.

Super simpáticos, humildes e inteligentes! Não conheciam Portugal, mas sabiam muito sobre a nossa história, cultura e clima.

Falaram-nos sobre o Chile e os 200kms de viagem passaram agradavelmente numa conversa animada entre os 4...isto às 2 da manhã...

Como o Aeroporto ficava mais ou menos no caminho do nosso hotel acabamos por deixa-los mesmo lá.

Na despedida abraçaram-nos como se lhes tivessemos salvo a vida, e o sorriso deles foi reconfortante! Encheu-nos o coração e fizemos uma boa acção!

Trocámos mails e temos um convite para ir visitá-los a Alemanha. Mostraram-se interessados em conhecer Portugal!

Reflectindo sobre...eu não sei se aceitaria uma boleia de 2 desconhecidos num país que não era o meu e no caso deles num continente diferente...mas não tive problema em oferecer pois assisti ao desespero deles....

Eles mandaram mail a agradecer muito e disseram que sentiram que fomos uns anjos que apareceram naquele momento...

Foi bom ter esta recompensa!

Agora que o Chile anda nas bocas do mundo fico ainda mais feliz pelo mineiros pois tal como o Diego e a Claudia são gente boa concerteza!

Da Dieta...

Esta coisa da dieta pode ser um problema quando emagrecemos e depois lá temos de renovar o guarda roupa todo todo, incluindo roupinha interior...

É que no meu caso, apenas 3 kgs perdido num mês e meio e as "minha primas" já se foram...tanto sitio para reduzir e tinha logo de perdê-las...

Mas fora isso, estou a portar-me bem, ainda que com alguns disparates pelo meio...e pouco ou nenhum desporto, e pouco ou nenhum sacrifício...já perdi 3kgs e estou muito bem para a minha altura e constituição óssea, mas ainda falta um bocadinho para estar "au point"!

O bom da coisa é voltar a vestir roupa que julgava irremediavelmente inutilizada!

Ainda do marasmo...

Por aqui estamos ao abandono...profissionalmente falando.

Dizem que o país precisa de produzir, blá blá blá...e depois é ver gestores que se estão nas tintas para o trabalho, para a Instituição que dirigem, para a produção e para os resultados.

Revolta-me...revolta-me muito saber que todos teremos de pagar a crise e que existem pessoas que ainda se aproveitam da Máquina do Estado à grande e à descarada...porque é o sistema...porque sempre foi assim...porque é de protocolo...

Não há produção por aqui...espera-se que chova literalmente...

Se o meu trabalho é (era) um desafio todos os dias...onde não há (havia) rotina, onde não há um software que pense por nós, onde decorrem vários projectos em simultâneo e sempre demos conta do recado com sucesso até a nível internacional...estamos neste momento com sérias dificuldades em encarar os factos...

Factos esses que nos desmotivam...que nos deixam completamente à beira de um ataque de nervos...

Quando temos ordens superiores para executar tarefes erradas o que fazemos?!
Executamos mal?
Não cumprimos?

Ambas as soluções não são favoráveis...se executarmos mal por ordem superior sabemos de antemão que não vai ter resultados positivos e estamos a trabalhar para o boneco...e nós (enquanto instituição) passamos para incompetentes...se não acatamos ordens superiores ainda nos arriscamos a um processo disciplinar ou então seremos convidadas a sair, a colocar o lugar à disposição...ou gradualmente o trabalho começa a ser escasso, começando a ser desempenhado por outros serviços...falo com conhecimento de causa pois é o que tem estados a acontecer com outros serviços/pessoas que insistem em ir contra as ordens superiores...

Nós queremos mesmo trabalhar...não andamos aqui a viver às custas do Estado...queremos produzir e ver os resultados...mas não nos é permitido...não permitem que se faça...não há decisões...não há vontade...não aparece ninguém dos orgãos gestores...

Falam em reduzir a despesa pública...como?!? Gestores Públicos a acumular 2 vencimentos estatais e que na verdade não trabalham efectivamente nesses 2 locais...num é trabalho efectivo e no outro é menos que um part-time... profissionais de uma carreira profissional que mudam para outra carreira onde o vencimento é significativamente melhor...aumento de escalões de vencimento àqueles que ameaçam denunciar algumas situações menos legais, despachos que não são carne nem peixe (nem ovos), desrespeito pelos Recursos Humanos que por aqui deram o litro durante toda a vida...e agora qualquer badameco é tratado por Dr., tem um gabinete, e é criado uma trabalho à sua medida...

Aposentações compulsivas de pessoas bastante idóneas e competentes e casos de suicidio num curto esaço de tempo...é demais...é demais para uma instituição pequena, numa cidade pequena...não quero dizer com isto que esteja directamente relacionado...mas poderá estar...as pessoas estão a ficar exaustas...desmotivadas...sem objectivos...

Se isto fosse uma empresa já teria falido...mas isso não acontece porque mais uma vez a Máquina Estado intervem e venha de onde vier há sempre smpre dinheiro para vencimentos, ajudas de custo, horas extraordinárias e material...há sempre...e também há sempre o cidadão...que faz com que a Máquina funcione só por si...mas é triste...

E se por aqui estamos assim por esse país fora não deve ser diferente...aqui será uma gota num oceano de instituições públicas dos diversos ministérios...porque é assim, porque não pode parar, porque não podem fechar...Escolas, Repartições de Finanças, Hospitais, Segurança Social, Câmaras Municipais, Correios, EDP, PT, SMAT, SMAS, IMTT, outro organismo público qualquer que agora não vale a pena descrever...são locais que não fecham nunca, por muito que se faça, por muito que se diga...nunca vai faltar verba para nada, mesmo que quem lá trabalhe não o faça correctamente, mesmo que dirige o faça sem responsabilidade...

Enfim...podia divagar mais e mais e mais sobre o assunto...mas para quê?para me enervar mais...a Máquina Estado é mesmo assim...e eu preciso do meu trabalho porque tenho contas para pagar...logo não posso onsurgir-me contra o sistema quando há minha volta vejo aqueles que se acomodam às situações e esperam que mais uma vez o estado resolva...a culpa não é só do estado...é de todos os que permitem que se cometam irregularidades, que hajam pessoam que se estão nas tintas para o cargo que ocupam...

O cargo deles é passageiro e nós é que aqui estamos todos os dias...e assistimos à queda dos bons e às ascenção dos maus...porque no estado é assim...mas não é consolo nenhum porque eu quero produzir e ser util...e justificar o meu vencimento ao fim de cada mês...não quero vir trabalhar para picar o ponto e esperar pelas 17.30 como muito fazem...

E pronto este é o marasmo que me demotiva, que me irrita...

E neste momento não quero saber de sigilo profissional e só me apetece por a boca no trombone e dizer ao mundo o que se passa aqui dentro...porque não é justo...porque se evitavam subidas de impostos e demais medidas de austeridade se a Máquina Estado cumprisse o seu papel...se não permitisse abusos, irregularidades, tráfico de influências e outras coisas mais...

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Do marasmo em que me encontro...

Apetece-me(nos) mudar de emprego, mudar de casa, mudar de cidade...apetece-me(nos)...mas falta-me(nos) a coragem...tenho (temos) medo que algo corra mal...

Das zangas...

Que bom fazer as pazes com quem se ama muito!

É tão bom!!!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Uma questão de Sogra...take II

E agora que me travei de razões com ela...e que me acusou de muitas coisas que não são mais que o reflexo dela própria...e que amanhã se fôr preciso já não é nada com ela...eu não sou a mesma...

Eu não sou a mesma...mas enquanto fui um fantoche nas mãos dela fui a "filha que ela nunca teve"...

Pois mas sou filha da minha mãe e nem à minha mãe justifico tantas coisas...

Mas quiçá seja problema/defeito meu...

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Dos aniversários em Outubro!

Quando era mais nova gostava particularmente das pessoas que faziam anos em Outubro, tal como eu. Imaginava que todas essas pessoas eram pessoas iguais a mim, com bom fundo, amigas do proximo, etc etc...

Acho que não me enganei muito... :)

Parabéns a todos aqueles que nascerem em Outubro!

Para mim um mês perfeito (por ser o mês do meu aniversário).

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Eu sei que ando muito caladinha...

Mas tive uma visita aqui no blog do Vietnam...

Strange...:)

BTW: Férias do melhor, U2 do melhor, regresso ao trabalho...do pior...

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Aqui vou eu, enquanto posso!

Depois de uma manhã inteira na fila da worten aqui da aldeia grande...eis que consegui os meus tão esperados bilhetes para os U2, exactamente no dia 24 de Outubro de 2009.

Parecia que faltava uma eternidade...e é já no Domingo!!

Primeiro as férias em Itália e agora o concerto, são só coisas boas depois do desaire...mas acho que mereço!

Depois...contenção é o que sequer...ainda por cima com o vencimento reduzido...:(

Meus senhores...os novos funcionários públicos não deveriam pagar pelo esbanjamento de verbas públicas e regalias que se deram durante anos a fio aos antigos funcionários públicos que pareciam a elite da sociedade, que muitos não fazim nenhum, e que tinham tudo e mais alguma coisa só por serem servidores do estado...é injusto...muito injusto...

Mas faz o quê...!? Resignar-me pois preciso muito do meu trabalhinho...mas não me conformo...

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Sem dúvida as melhores férias!

Felizmente já visitei alguns lugares bonitos!

Mas sem dúvida que esta foi a viagem da minha vida! Adorei tudo tudo!

O meu conceito de turismo é mais pegar num carro e ir descobrindo paisagens e lugares, mas tudo bem estudadinho, onde queremos e não queremos ir, para evitar surpresas, e correu tudo muito muito bem!

Salvé o carro alugado e o GPS que a sogra ofereceu no Natal, caso contrárioo era impossível andar por lá...

Apesar de nunca ter manifestado muito interesse em conhecer Veneza foi sem dúvida a cidade mais bonita a que já fui!

Não existem palavras para descrever o que senti ao estar lá...assim quase como um sonho.



Ainda visitei Portofino, Santa Margherita Ligure e Cinque Terre, embora estas ultimas estivessem um pouco lotadas de turistas...e isso deixa-me nervosa...fico um pouco claustrofóbica....

Foi como uma segunda lua-de-mel depois das provações do ultimo ano.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Já diz o ditado...

Boda molhada, Boda abençoada!

E às viagens aplica-se?

Senão vejamos:

Barcelona (das duas vezes) molhada;
Sevilha molhada;
Tunísia molhada;
Madrid molhado;
Porto molhado;
Vigo e Santiago de Compostela molhados;
A Coruña molhada;

E previsões para Milão...molhado...

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Carta de Abraham Lincoln para o professor do seu filho.

Acabadinha de  receber por mail vinda do melhor professor que alguma vez tive! R.R.

"Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, por cada vilão há um herói, que por cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que por cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso, faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros do céu, as flores do campo, os montes e os vales.

Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos. Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros, ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram.

Ensine-o a ouvir a todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho, ensine-o a rir quando esta triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram. Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão.

Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso.

Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens.

Eu sei que estou a pedir muito, mas veja que pode fazer, caro professor."



Abraham Lincoln, 1830

Procura-se alguém que tenha...

Convites para isto.

Vou levar um vestidinho fashion para a eventualidade de conseguir entrar.

No entanto posso sempre ficar à porta...sempre vejo alguma coisinha...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Ordeno-te!

Ordeno-te que engravides!!!

Foi o que ouvi esta tarde!!!!

Com toma diária de raycet, lá vou (re)iniciar os treinos!!!!

E amanhã...endocrinologia...só para continuar na embalagem de médicos e consultas!

Das leituras

Raro foi o livro que li duas vezes...

Este foi um deles:

E ando com vontade de ler a 3ª vez...

Falta de originalidade...

Devido ao little problem que me acompanha desde Junho calças de ganga são para esquecer...e vai daí...só saias e sainhas para não magoar a barriginha. Calças apenas de pano e nada de muito justas...

Actualmente o problema está mais que ultrapassado mas sendo confortável usar saia esta foi a peça que mais usei nos ultimos meses...e eis que me deparo com a mesma menina que falei aqui, aqui, e aqui, que não tem por hábito usar saia, a usar saia todos os dias...

Esta mesma menina...quando no ano passado eu e mais umas quantas anunciamos o nosso casamento e o preparámos com tempo e dedicação, disse que não pensava casra-se ainda...e depois...em menos de 2 meses casou...em data anterior aos nossos casamentos...Coincidência? E depois apregoou que não acreditava que o meu casamento fosse em frente...mas foi...que chatice...

Essa mesma menina actualmente afastou todas as (supostas) amigas...e está sempre sozinha...sem alguém para conversar e/ou trocar impressões...É triste porque todos se vão afastando...

Não estou feliz com isso...apesar de ter a  certeza que muitas das coisas que tenho, uso, faço ou digo são copiadas por ela...mas custa-me ver que alguém está assim só porque não saber ter amigos...não sabe o que é ser-se amigo de alguém...e eu não gosto de assistir à decadência social de ninguém...

[este desabafo não posso tê-lo por aqui pois corro o risco se me acharem convencida...mas é o que sinto...o que vejo...]

Dos objectivos!

Ontem foi dia de nutricionista!

Eu sei que não me portei bem...no aniversário de casamento foram caipirinhas, pizzas, sushi, gelados, caipirinhas, caipirinhas...e exercício zero, e ia assim a modos que com medo de não ter perdido uma graminha...

Mas bom bom da coisa, perdi 1.3kg e reduzi 1cm de volume. Podia ser melhor para 15 dias, mas com as asneiras que fiz, até não está mal...

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Das crenças...

Acredito que existem pessoas fantásticas neste mundo.

Tenho pena de ainda não me ter cruzado com elas na minha vida diária...

Exemplo de uma pessoa muito bem formada e justa!

Carta aberta à blogosfera!

Informam-se todos os interessados que jamais, em circunstância alguma:
  • deixarei comentários anóminos de teor pouco recomendável em nenhum blog;
  • me envolverei em polémicas, mesmo que seja assunto corrente no momento;
  • escreverei posts menos simpáticos sobre este ou aquele blog, ou esta ou aquela pessoa da blogosfera;
Este blog não é famoso, não é fashion, pode não é nada de especial para os demais que o visitam...apenas falo do meu dia a dia, das coisas que me acontecem...boas e más...e toda e qualquer referência a outras pessoas são pessoas que se cruzam comigo fora da blogosfera. Não privo com ninguém no meu dia-a-dia que tenha um blog que eu visite. E vice-versa, penso que quem me visita não me conhece no dia-a-dia.

Não falo mal gratuitamente de ninguém...normalmente não falo mal de ninguém nem provoco ninguém...se alguma vez fiz/farei algum desabafo sobre alguém neste blog foi porque esse mesmo alguém me prejudicou de alguma forma,e me retirou alguma paz de espírito.

Se porventura leio algo na blogosfera sobre algo que discordo profundamente, mas sei à partida que é polémico abstenho-me de tecer comentários (sou a favor da democracia, no entanto a liberdade dos outros começa onde termina a minha e essa fronteira por vezes é bastante duvidosa), pois poderei ferir susceptibilidades.


Obrigada e volte sempre!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Dos sentimentos...

A dualidade de sentimentos destroi-me a alma...não gosto de estar assim...

Não há forma de alterar as coisas...são 2 lados da mesma moeda...

Paris...

Recebi ontem uma mensagem da minha irmã com uma imagem igual (parecida) a esta que retirei da net...


Vou imaginar que eles andam a sacar imagens da net só para eu espumar de inveja...e acreditar que não estão em Paris...

[Apesar disso estou muito feliz pela minha mãe que depois de 30 anos revisitou e revisitará lugares que foram importantes para ela!]

Como esta viagem surgiu de um imprevisto de família e nós já tinhamos marcado a nossa viagem a Milão...não deu para ir também...mas da próxima não me escapam...a sério que não!!!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Teoria da Relatividade

O tempo perguntou ao tempo:

"Quanto tempo o tempo tem?";

O tempo respondeu ao tempo:

"O tempo tem tanto tempo, quanto tempo o tempo tem!"


E era só mais isto hoje...

Dêm sempre ouvidos às Mães!!!

Ela é que a sabia toda quando me obrigava a andar com aquelas botas ortopédicas horrorosas...[e que eu não andei]

Não apenas por estética mas por saúde...hoje bato com a cabeça nas peredes por não ter andando com aqueles sapatinhos que ainda estão guardados... 


google

Repeat...

Já tinha escrito aqui e hoje repito...

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Estou verde de inveja...

Pai, Mãe e Mana a caminho de Paris...e eu a trabalhar...

Resposta deles...: Faz hoje um ano estavas na Tunísia e daqui a 15 dias vais para Milão...não sejas tão egoista!

Ora toma, mais valia estar caladinha...


terça-feira, 7 de setembro de 2010

Também sou um bocadinho distraída...

Durante 3 semanas seguidinhas estacionei o carro no mesmo lugar de estacionamento...(sorte que estava sempre disponível)

Hoje esse mesmo lugar estava ocupado (e estacionei noutro sitio), mas aqui a menina foi mesmo para lá que se dirigiu...e de carro...nada...e pior é fazer um tremendo esforço mental para me lembrar onde o teria estacionado...

Sou um bocadinho tótó...

Então eu preocupo-me com o facto do meu blog se tornar público a amigos e conhecidos...e vou publicar fotos...?!

Que se lixe...quem tiver 2 dedinhos de testa saberá que é para ficar em segredo...ou pelo menos se o descobrirem não o divulguem s.f.f.!

Ainda sobre o 1º ano...

Não posso dizer que só por estarmos casados o ano que passou foi mais feliz do que os 3 anteriores em que vivíamos juntos...

Foi um ano muito difícil até...em diversas vertentes, tivemos vários problemas...que nos levaram a questionar se ainda nos amávamos...

Claro que nos amávamos...mas havia algo que não funcionava bem...nunca percebemos o quê..mas dia após dia fomos lutando contra as adversidades...e o desaire que nos aconteceu serviu para nos aproximarmos, para percebermos que não vivemos um sem o outro, que 8 anos servem para conhecermos e interpretarmos cada gesto e cada atitude...[há sempre quem diga que podemos viver toda a vida com um a pessoa e nunca a conhecemos bem, mas eu não concordo]

Dizem que quem vive junto antes de casar tem maior probabilidade de divorcio no 1º ano de casamento...talvez sim, talvez não...depende da vontade de cada um...

Perante as adversidades se desistirmos é muito mais fácil...mas nós não desistimos um do outro!

1 ano antes e 1 ano depois!

5 de Setembro de 2009


5 de setembro de 2010

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

1 ano! Take IV

Este post deveria ter sido escrito dia 5 de Setembro...

Dia 5 de Setembro de 2009, 5.30 da manhã estava euzinha a olhar para o pc à espera da música de entrada...a minha mae obrigou-me a ir dormir um pouco...e às 6.30 levantei-me, tomei uma banhoca rápida e corri para a esteticista. Arranjar mãos e pés...até as 8.30...
A essa hora chegou o fotografo e ainda faltava ir buscar o ramo...mais uma corrida, mais uma viagem, uns quantos kms depois...e voilá, ramo na mão!

Ir à capela deixar o portátil e as colunas e ensaiar o som! Isto tudo eu e a minha irmã! Porque fui uma noiva um bocadinho egoista e não deleguei nada a ninguém...sé a noiva e irmã da noiva! A minha mãe já tinha de se ocupar com o meu pai com os meus avós e com ela própria...

Tudo isto sem stresses!

10.30 cabeleireira que ia tendo um ataque ainda mais forte quando lhe disse que não tinha ganchos ´nem as benditas pérolas... E eis que me lembrei de ir a uma loja chinesa...podia ser que encontrasse qualquer coisa...que agradasse...

Encontrei umas caixinhas com pérolas coloridas para fazer fios e comprei todas as que havia...e ganchos pretos...e fiz eu própria e a minha mãe enquanto esperavamos no secador! Pérolas laranja e beje foi perfeito para o vestido!

Com a fita e umas molinhas que a costureira me fez de surpresa o resultado foi fantástico!!

Saí de lá por volta das 13...e ainda não estava maquilhada...lá corri para a esteticista novamente onde me esperava uma menina super querida que me fez a mais linda das maquilhagens!!!


Mas até aqui nada de stresses...

Corri para casa dos meus pais para me vestir e azarinho...não estava lá ninguém...a minha mae atrasou-se no cabeleireiro por minha causa...e vai daí...ninguém em casa...mas nada de stress!

A minha amiga de sempre(filha da costureira) ajudou-me com o vestido e da janela vi o meu JP que tinha chegado para se vestir também (pois não dava muito jeito fazer 200kms vestido para casar),  e aí sim...fiquei apavorada...e tomei consciência de que realmente ia casar...

Só ai, depois de tudo tratado...pronta e sem um minuto de atraso...(apenas faltava a sessão de fotos antes)...fiquei nervosa...aflita para ir à casa de banho...enfim...depois de tanta peripécia só fiquei nervosa quando vi o meu JP...:)

Mas no fim de tudo,adorei ser noiva, diverti-me imenso e correu tudo como eu queria!! E assim de repente...já passou um ano!

1 ano! Take III

Ora supondo que este post foi escrito dia 4 de setembro...

Faz hoje um ano fazia eu mais uma prova do vestido, que estava larguissimo...e vai daí...mais uns ajustes na saia.

Era dia de ir à cabeleireira estudar o penteado. nada de muito formal dizia eu. Não tinha pérolas [como seria tradicional na noiva nem nenhum acessório para  cabelo, até que a minha costureira disse que fazia uma fita para o cabelo. Resolvido, mas continuava sem pérolas...

Era dia de arranjar a capela...limpar e decorar. Ir buscar as imagens dos altares, a passadeira vermelha, os bancos para os noivos, a mesa das assinaturas [que foi ao ar livre], enfim...era dia quase C!

Voltando à saga dos brincos e do fio...por descargo de consciência fui a uma ourivesaria com uma amostra do tecido e disse: "Vou casar-me amanhã! Tem alguma coisa que fique aqui bem?" A Srª ia tendo um ataque...mas lá encontrou um fio mesmo adequado...mas brincos...nada...e eis que se lembrou de me mandar a um ourives que fazia peças por encomenda...

Lá descobri a casa do Sr., levei o fio e pedi-lhe para transformar aquele fio nuns brincos e num fio. O Sr. estava cheio de trabalho porque ia de férias...mas como eu ia casar no dia seguinte disse que à noite ia trabalhar nisso.Mandou-me estar lá às 11 da noite que ia estar pronto!

Já tinha uma música de entrada...mas ainda não era a tal...e liguei ao DJ para ver se arranjava o avé maria mas apenas instrumental. E arranjou! Mas fiquei até as 5 da manhã a descarregar o ficheiro do mail!

As 18 tinha manicure, a qual não tive tempo de ir, pequenos pormenores sem importância! Ficou combinado ir no dia seguinte às 6 da manhã!

Era dia de decorar a sala e levar lembranças, marcadores, ementas e tudo o resto para o restaurante! E era ver-me, com a minha prima e a minha irmã até à 1 da manhã a decorar a sala! Como só casei as 15horas não havia stress!

Pelo menos eu não estava (ainda) nada nervosa nem stressada!

Foi tudo uma diversão para mim, quando andavam todos super stressados! Eu dizia que eu é que era a noiva...mas ninguém me ouvia...



sexta-feira, 3 de setembro de 2010

1 ano! Take II

Mais um episódio interessante para celebrar o aniversário do meu casamento!

Faz hoje um ano já tinha decidido tudo: sapatos, brincos, fio, lingerie. mas ainda não eram os tais!

Então iniciei outra busca pelos tais sapatos, pelos tais brincos, pelo tal fio, pela tal lingerie! Isto a 2 dias de me casar é bonito de se ver! Todos andavam nervosos...menos eu!

Calma e descontraidamente chegava a uma qualquer loja, com uma amostra do tecido do vestido e dizia o que realmente queria! Tanto procurei que encontrei os tais sapatos (sandálias).

De fio e brincos ainda nada, embora tivesse uns para a emergência!

Lingerie foi fácil pois a senhora da loja permitiu que levasse alguns modelitos para experimentar com o vestido para ver qual ficava melhor!

Era dia de tratar das lembranças que eram perecíveis...bolos de noiva e rebuçados de ovos (tradição nas nossas respectivas terras), e vai de em conjunto com a minha irmã tratar dos sacos e saquinhos para no dia seguinte ser só embalar!

Tratar também das ementas e marcadores de mesa e placar para levar para o restaurante.

Falar com o tal vigário para combinar os pormenores da cerimónia...como o noivo estava a 200kms de distancia...tive a reunião sozinha...o Sr. Vigário pensou que ia desistir do casamento...o Sr. Vigário combinou para as 13horas desse dia...mas estava a celebrar um funeral que se alongou...e eram 19.30 ainda estava eu à espera...

Enfim...nenhum destes pequenos pormenores me levaram a stressar (ainda)!