sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Valores trocados tiram-me do sério.

Se há coisa que não entendo são as declarações da Srª.Maria da Graça de Sousa Pereira Jardim.

Então a lady assume o namoro com um homem casado mas não se importa nada!!

Diz ela: "O Bill é casado e não vai separar-se. A mulher dele teve uma gravíssima queda de cavalo em Portugal, há dez anos, e ficou muito mal física e psicologicamente. A situação actual é aceite pelos filhos dele. Aceito (a situação). Jamais provocaria uma mudança considerando o estado em que ela se encontra".

Parece aquela história do tipo que diz que não deixa a mulher porque está com uma depressão, e que se ele a deixa ela mata-se, etc, etc...

Não me parece que um homem casado queira deixar para trás o conforto de uma relação estável, o conforto do lar e as mordomias que só a legítima consegue dar ao marido.

Mas a Tia Cinha diz que não se importa. Até já estou a imaginar, jantar de familia com a mulher e a amante(ai desculpem, a namorada). E são todos felizes e todos amigos!

Outa situação é o facto de alguém que conheço apregoar aos quatro ventos que jamais, em tempo algum perdoaria uma traição. E enche o peito a dizê-lo: "Eu!? Perdoar uma traição?!? Nunca na vida!!".

E em conversa sobre a noite de natal sai-se com: "Eu vou passar o Natal com os meus pais, e o meu H. vai jantar com os pais dele, depois vai para nossa casa com uns amigos e saem todos para ir às putas. Já é tradição!". E isto com um grande sorriso na cara.


Que mal tem o homem ser casado! A legítima está doente e ele tem muito bom coração para a abandonar neste situação!
Que mal tem o homem ir às putas! Isso não é traição, é divertimento claro está!

2 comentários:

na america profunda disse...

lol ui a mulher é maluca e muito bácorinha... não tem vergonha dizer isso... mostra bem o nivel...enfim
bjinho bom fds

teardrop disse...

Vir para a comunicação social dizer essas coisas não me parece muito normal. Li o que ela disse e fiquei a pensar no assunto...