sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Criatividade onde estás?!

O que fazer quando passamos um dia inteirinho a tentar fazer um trabalho urgente (para ontem) e temos de lhe dar uma boa dose de criatividade...e não conseguimos mais que uns layouts foleirinhos, uns textos copy paste e umas contas básicas para não dar muito trabalho...?

Levar T.P.C.!

Hoje é um dia que não sai nada que se aproveite...maldita TMP...

Problema de gosto!

Estou com um gravissimo problema de gosto...

Quero comprar uns vestidos e umas botas, mas já corri seca e meca e não gostei de nada...

Eu vejo, revejo, experimento, levo para casa para ver melhor...volto a ver a experimentar e nada...não gosto!

Ou é a cor, ou é o feitio, ou aquele vinco que não sai, ou é muito curo, ou é muito comprido, ou o tecido é fino, ou é justo...portanto, é mesmo problema de gosto...

Valores trocados tiram-me do sério.

Se há coisa que não entendo são as declarações da Srª.Maria da Graça de Sousa Pereira Jardim.

Então a lady assume o namoro com um homem casado mas não se importa nada!!

Diz ela: "O Bill é casado e não vai separar-se. A mulher dele teve uma gravíssima queda de cavalo em Portugal, há dez anos, e ficou muito mal física e psicologicamente. A situação actual é aceite pelos filhos dele. Aceito (a situação). Jamais provocaria uma mudança considerando o estado em que ela se encontra".

Parece aquela história do tipo que diz que não deixa a mulher porque está com uma depressão, e que se ele a deixa ela mata-se, etc, etc...

Não me parece que um homem casado queira deixar para trás o conforto de uma relação estável, o conforto do lar e as mordomias que só a legítima consegue dar ao marido.

Mas a Tia Cinha diz que não se importa. Até já estou a imaginar, jantar de familia com a mulher e a amante(ai desculpem, a namorada). E são todos felizes e todos amigos!

Outa situação é o facto de alguém que conheço apregoar aos quatro ventos que jamais, em tempo algum perdoaria uma traição. E enche o peito a dizê-lo: "Eu!? Perdoar uma traição?!? Nunca na vida!!".

E em conversa sobre a noite de natal sai-se com: "Eu vou passar o Natal com os meus pais, e o meu H. vai jantar com os pais dele, depois vai para nossa casa com uns amigos e saem todos para ir às putas. Já é tradição!". E isto com um grande sorriso na cara.


Que mal tem o homem ser casado! A legítima está doente e ele tem muito bom coração para a abandonar neste situação!
Que mal tem o homem ir às putas! Isso não é traição, é divertimento claro está!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Desafio de Natal da Polo Norte!

E porque não vale a pena re(escrever) tudo, aqui fica o desafio e aviso já que vou participar!

Good News de Condomínio!

Avizinhava-se uma reunião de condomínio daquelas chatinhas...e tudo com cara de caso lá apareceu na dita, dispostos a reivindicar o disparate de dinheiro que pagávamos mensalmente (que ao fim de um ano é igual ao subs. de ferias a multiplicar por 6 fracções é uma bela quantia).

Íamos todos fulos da vida, com a certeza que o valor mensal ia novamente aumentar, mas a boa surpresa do dia: renegociando o contrato do elevador ficamos a pagar menos 20 euritos!!Assim seja respondemos em uníssono!

E aquilo que inicialmente podia ser um pesadelo revelou ser uma boa noticia. Felizmente somos todos cumpridores e não há problemas de maior lá no prédio mas com o valor que pagamos mensalmente estavamos todos dispostos a deixar de pagar e aí poderiam começar os problemas...

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Considerações parvinhas sobre a greve!

1. Serve para nos descontarem o dia...e 40, 50 ou 60 euros fazem falta.
2. Serve para dar prejuízo ao país.
3. Serve para os patrões tomarem de ponta quem faz greve.
4. Serve para quem não faz greve não fazer nenhum durante o dia.
5 Serve para transtornar a vida dos que efectivamente precisam mesmo de ir trabalhar.
6. Serve para os preguiçosos por natureza  ficarem em casa mais um dia com a desculpa da greve.
7. Serve para quem tem de assegurar os serviços minimos trabalhar mais e receber igual.
8. Serve para servir de desculpa para muita coisa.
9. Serve para dar destaque aos sindicalistas.
10.Serve para os jarnalistas trabalharem mais.
11.Serve para nada.
12. Serve para tudo menos para aquilo a que devia...

 Eu disse que eram considerações parvinhas...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Sócrates vs Salazar

Um dizia: "Orgulhosamente sós!"

O outro diz: "Portugal não precisa de ajuda de ninguém!"

"Isto é uma obra de ficção de toda e qualquer semelhança é pura coincidencia" era o que devia estar na legenda!

Preocupam-me estas semelhanças...ninguém (sobre)vive sozinho e sem ajuda...e andam estes caramelos todos a decidir o nosso futuro, o futur do nosso país, o futuro dos nossos filhos...

Eu cá acho que o ti'Socrates vai cair de uma cadeira...sozinho...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Trabalho...

Irrita-me tanto quando me dão a entender que quem trabalha sentado numa secretária com um computador à frente não faz nada...e que aqueles que não estão é que têm de trabalhar por eles e pelos outros!

E respondi:

"Não, não trabalho, estou lá sentada à espera que o tempo passe para depois receber o vencimento ao final do mês! Aliás, as vezes até dormito um pouco e até levo livros para me distrair!".

Ficou com cara de ofendida, mas temos pena...

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Contra tudo e todos, até contra a crise!

Só falta convencer o marido...mas o que quero mesmo é iniciar a busca de um novo local para viver!

Claro que não podemos largar o emprego assim do pé p'ra mão, mas há que subrir os degraus todos e (re)construir tudo outra vez!

Escolher uma nova cidade/vila/aldeia, mas no litoral (porque vivemos no interior e pior distrito do país e com menos oportunidades, segundo noticas mais recentes), pesquisar bem quais a oportunidades de emprego, avaliar o preço das casas, tentar vender a nossa casa, tentar transferência de emprego...

Se não tentarmos, nunca saberemos se vamos conseguir...e mais vale arrependermo-nos mais tarde do que vivermos sempre à espera que as coisas no caiam do céu, ou estupidificarmos de vez num local que nunca mais vai evoluir...

Ok, estamos em crise...mas se ficarmos parados, aí sim, a crise bate à nossa porta e não temos forma de a mandar embora!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

De volta ao mesmo...

Deve ser assim um efeito qualquer de contágio...

Passaram-se  mais de 2 meses desde a última vez que vesti saia para trabalhar, passaram-se vários meses desde a ultima vez que vesti daqueles vestidinhos curtos...e eis que ontem resolvi vestir.

Até ai tudo normal...não fosse que hoje já vi 2 meninas aqui do trabalho de saínha, vestidinho...

Caneco...não gosto...soube que ontem fui observada...podiam ter esperado 3 ou 4 dias para não dar tanto nas vistas...OK, cada um veste o que quer, mas não gosto propriamente de andar a "ditar as modas" cá do sitio...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Agarrar o mundo de uma só vez...

As vivências/experiencias da vida têm uma idade própria...não assim tão linear quanto isso, mas acho que certas e determinadas coisas podem  de devem fazer-se em determinadas altura da nossa vida!

Chamem-me preconceituosa, ridicula, velha de espírito, etc...tão pouco me importa,. continuo a achar o mesmo.Continuo a achar que não se deve querer agarrar o mundo de uma vez só, quando durante tantos anos se viu apenas "a caravana passar".

Digo isto porque, derepente vejo pessoas à minha volta a querer viver tudo ao mesmo tempo...vejo pessoas casadas a querer fazer vida de solteiras quando em solteiras eram tipo freiras enclausuradas, vejo pessoas com hobbys completamente desprositados à sua condição física, só porque se tornou moda, vejo pessoas a mudar de namorado com uma velocidade astronómica quando foram virgens(leia-se em tudo) até aos 30, vejo pessoas a apanhar grandes bebedeiras noite após noite quando no outro dia devem ir trabalhar...

Não sei, pode ser de mim, mas existem alturas/idades em que estes comportamentos são +/- aceitáveis, quando não há responsabilidades...deve haver algum decoro nos comportamentos quando se assumem determinadas responsabilidades quer do foro privado quer do foro público...

Querer agarrar o mundo de uma só vez é impossível, para além de que as consequências podem ser desastrosas...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Jantar de amigos...confuso...

Juntam-se os amigos e quando cada um tem gostos bastante distintos pode ser um grande problema...

Uns preferem japonês, outros mexicano, outros italiano, outros bem americano...

Uns preferem vinho branco, outros tinto, outros verde...outros ice tea...

E instalou-se uma grande confusão na minha cozinha...com iguarias de todas as nacionalidades mas bem divertido!

Acabamos por comer de tudo um pouco, numa mistura de sabores...que até resultou bem.

Um sábado à noite diferente, mas agradável!

Castanhas assadas e jeropiga numa tarde de Domingo gelada!

E basta pouco para sermos felizes!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Dos presentes de Natal...

Existem 11 crianças na família. Fora os piolhos filhos de amigos que segundo as ultimas estatisticas já vão em 9...

O problema que se coloca é: o que oferecer a crianças que felizmente têm todos os brinquedos possíves e imaginários, e que felizmente não lhes falta roupa nem calçado?

Uma das minhas amigas pediu fraldas! Pois fraldas terá!

E os outros? Que oferecer? Aceitam-se ideias...

E sim, este ano lembranças serão para as crianças da familia e para um ou outro amigo...

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Do tempo...

O tempo perguntou ao tempo:

-Quanto tempo o tempo tem?

O tempo respondeu ao tempo:

-O tempo tem tanto tempo, quanto tempo o tempo tem!

e isto para dizer que o tempo foge na nossa vida...e não deixa de haver 24 horas por dia, 365 dias por ano...e quando olhamos para o tempo...tudo parece que foi ontem...e tudo parece foi foi há uma eternidade...

Drama do chocolate...

Então segundo alguns especialistas...daqui a 20 anos o chocolate passará a ser tão raro e tão caro como o caviar...temos problemas, temos temos...

O eterno problema do Natal...

Vivo longe dos meus pais, da minha família...e a família do meu rapaz para além de ser pequena não tem muitas afinidades...(Ou melhor...a minha querida sogra fez sempre questão de manter as distâncias com a própria familia...e agora ninguém da familia lhe liga muito...)

E coloca-se sempre um problema no Natal, para não fazermos desfeita a ninguém, onde vamos passar o natal? Já foi na nossa casa e ai não havia grandes problemas...mas a verdade é que também a minha mãe tem direito a fazer o natal em casa dela como gosta e convdar a restante familia!

Ora desde que vivemos juntos, no 1º ano foi na nossa casa, no 2º foi na nossa casa, no 3º foi na nossa casa, mas desta vez já sem os meus pais, no 4º ano foi em casa da minha sogra trambém sem os meus pais, sendo que no dia de natal fizemos 200kms para almoçar com a minha familia, no ano passado foi em casa dos meus pais a noite e depois o dia com os meus sogros (mais 200kms no dia de natal)...

E tudo isto porque a boa da minha sogra se recusa a ir passar o natal fora da cidade dela..mas faz chatagem...tipo "Vão, vão  que nós ficamos bem os 3, (ela, o marido e a mae), nós não nos importamos!". Mas faz aquela cara de quem diz uma coisa e sente outra.

O problema é que eu não acho normal que assim seja...não acho normal que eles passem o natal sozinhos quando poderiam celebrar com casa cheia e conversas animadas, não acho normal que me obriguem a escolher...tudo uma questão de justiça...se eu gosto de estar com a minha familia quando não estou com eles regularmente também não quero privar o meu marido de estar com os pais dele numa noite de natal.

Por questões de logistica e recursos é muita mais fácil que sejam eles a deslocaram-se para casa dos meus pais e não o contrário. Por outro lado por uma questão de lógica...se a familia deles somos eu e o filho não acho normal que prefiram passar o natal sozinhos como se de um dia comum se tratasse a ir celebrar a data com a minha familia, que somos muitos e convivemos mais saudavelmente...

Este ano temos um convite para ir para casa da irmã dela...com quem também não convive muito...porque há dois piolhos pequenos que merecem ter um natal verdadeiro, e sendo nós também a unica familia parace-me justo que assim seja...no entanto, também não quero deixar de ir a casa dos meus pais e isso implica mais kms de carro na noite ou no dia de natal, ouvir bocas do género "Vão vão que nós não nos importamos, - mas-na-verdade-acho-de-de-muito-mau-gosto-saires-de-uma-casa-que-não-é-tua-e-és-convidada-para-ires-visitar-os-teus-pais-que-estão-longe...!"

Não gosto de falar muito disto com o João pois parece que estou a condenar a mãe dele...(na verdade estou), mas é mãe dele e também deve ficar triste com o facto de estar a criticar a forma dela encarar a vida...porque ele viveu sempre assim...é mãe dele e não posso esquecer eisso. Antes de ser meu namorado e marido é filho dela...e não é justo estar a colocar numa balança para ele escolher quem tem razão...

Enfim...e isto acontece no natal, páscoa, aniversário...:( e torna-se dificil de gerirquando estão esgotadas as opções...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Fico piursa...

Adoro que o marido se preste a arrumar a cozinha depois das refeições...claro que para ele não existe bancada nem fogão...não vê que estão por limpar e/ou desarrumados, mas com o temnpo vai lá...

Agora o que me passo completamente é que a loiça fique toda partida e lascada...ai o que me irrita...eu que (quase) nunca parto nada e tenho montes de cuidado com os toques na loiça deparo-me com todos os pratos copos e até tachos nicados, com falta de uma lasquinha e os tachos (que são daqueles pretos antiaderentes) já a caminhar a passos largos para serem substituidos porque já saiu toda a pelicula antiaderente...

E pronto...era isto, porque ontem como jogou o SCP foi a minha vez de arrumar a cozinha e deparei-me com tal drama na minha cozinha...

sábado, 6 de novembro de 2010

Malta

Olha, olha, visitaram-me de Malta!!!

Por acaso já andei a sonhar ir até lá!!um dia...

Coisas boas!

Depois dos marmelos, eis que chegam as castanhas em doses industriais cá a casa!

E vai daí...marmelada e geleia divinais e agora imaginação para as castanhas...

btw: o meu avó, 80 anos, resolveu que para herança aos netos queria deixar mais que uns quantos terrenos em pousio...e resolveu plantar nogueiras!Ora aos preço que estão as nozes temos ali uma boa herança no futuro! Estou ansiosa de ir provar as primeiras!A partir deste ano temos também nozes em abundânci!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Dos sustos...

Agora que às 17.30 já é quase noite é coisa para me tirar do sério...

Eu que já não gosto muito de conduzir, eu que sou pitosga, pitosga, pitosga, eu que sou um bocadinho distraída...ontem apanhei o susto da minha vida na estrada...

Quase atropelava uma senhora na passadeira...