quarta-feira, 12 de maio de 2010

Sobre as peregrinações!

 Eu cá acho que quando se vai a pé a Fátima deve ir-se mesmo em Peregrinação, e não como se fossemos de férias.

Eu cá acho que quando se vai a pé a Fátima devemos ir com um objectivo de fé e não só porque "Ah e tal vamos a pé a Fátima!" e depois chegam lá e nem um sinal da cruz se faz ou se reza um pouco, ou se assiste a uma missa...

Mas isso sou eu que acho...

4 comentários:

Sara* disse...

E pior são os que pagam para alguém cumprir as promessas por eles lolll
é uma grande palhaçada mesmo.
Eu respeito a fé de cada um, mas muitos vão apensas para dizerem que vão mais nada

Cromo disse...

Eu acho que quando se vai a pé a Fátima, é porque há ali um parafuso mal apertado.
Até porque é um risco andar a pé nas estradas portuguesas e a santa não faz nada contra os atropelamentos.
Nem despistes, pelos vistos eheheh.

Um gajo qualquer... disse...

Vera permite-me discordar...
Não me identifico com a maioria dos rituais católicos, no entanto em 2005 fiz uma "promessa" com um amigo meu, se o Benfica fosse campeão iríamos a Fátima de bicicleta. O Benfica foi Campeão e lá fomos, mais uns quantos amigos sofredores, de bicicleta até Fátima. Não sendo católico quando cheguei ao Santuário limitei-me a cumprir um breve momento de silêncio de respeito para comigo e de respeito para com aqueles que o fazem por serem católicos...
Foi um momento espiritual perante algo com que me comprometi e que foi importante para mim.

Não sei se me expliquei muito bem...

;)

Vera disse...

o meu marido tb já foi de bicicleta a fátima 2 vezes e eu acompanhei de carro!
mas lá está, foram com um objectivo(por brincadeira ou não)e tiveram aquele momento de introspeção, etc etc.
eu nunca fiz promessas do género, mas fiquei inchada de orgulho e fartei-me de chorar quando o meu marido chegou lá.
o que não compreendo é irem por ir...como passeio turistico, chegar lá e "Ok pronto, chegamos e agora vamos embora...", sem sentimento, sem orgulho, sem emoção...é isso...